sexta-feira, 30 de maio de 2014

Jennifer Lopez e seu papi sensualizam no deserto no videoclipe de "First Love"


Jennifer Lopez (A.K.A. J-Lo) está pronta para retornar ao cenário musical, desta vez abusando do termo "sexy", e não poupando em demonstrar o quanto seu corpo é uma obra-prima no novo videoclipe para First Love, o segundo single de seu oitavo álbum de estúdio. Diferentemente de I Luh Ya Papi, sua antecessora que era um urban confuso cujos neologismos não funcionam, a nova empreitada é pop do início ao fim e radiofônica o suficiente para ao menos preparar o terreno para o novo lançamento. Afinal, estamos falando do deus Max Martin. Confira o videoclipe para a mesma:


Tudo bem que parece um daqueles comerciais conceituais de grifes de roupas em que o importante é o corpo dos modelos e o cenário exótico em que os mesmos são exibidos, mas First Love não deixa de ser sexy até certo ponto. Às vezes é legal conferir algo em preto e branco e sem exageros, só focado na fotografia e na empatia do casal retratado, mesmo que não seja exatamente um dos melhores trabalhos do diretor Anthony Mandler. É claro que a música não será um estouro nos charts (nem nos nossos iPods) mas sua representação visual para mim está O.K.
O problema do single é: quando você ouvi-lo na rádio, não reconhecerá a estampa "Jennifer Lopez" nele. Esta é só uma faixa pop como quinhentas outras, e como a cantora não tem nem o público de antes muito menos o sucesso nos charts, acabará sendo atropelada por outros lançamentos que bebem da mesma fonte, mas acabam funcionando melhor. Será que terão muitos hinos nesse álbum novo? Tudo que eu vi até agora só "deu pro gasto", incluindo a já descartada Live it Up. A promessa desta vez é retornar aos tempos de glória, e mesmo que as vendas não sejam as mesmas, espero que o disco tenha a qualidade, o tempero latino e a sagacidade nova-iorquina de trabalhos antigos da Jenny. Ainda espero uma sucessora digna para Jenny From the Block. E não, Same Girl não conta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário